Você tem chances de desenvolver a osteoporose? Descubra

Data da postagem: 24 de junho de 2020

A osteoporose é considerada o segundo maior problema de saúde a nível mundial, perdendo somente para as doenças cardiovasculares. Cerca de 10 milhões de brasileiros sofrem dessa patologia. Se você quer saber se tem chances de desenvolver a osteoporose e como preveni-la, acompanhe essa matéria.

O que é a osteoporose?

O envelhecimento é caracterizado pela deficiência de vários elementos produzidos pelo próprio corpo. Uma dessas deficiências é na produção de estrogênio, que causa fragilidade nos ossos, patologia que chamamos de osteoporose.

Basicamente, a osteoporose é a perda acelerada de massa óssea, comum no processo de envelhecimento. A doença diminui a absorção de minerais e de cálcio pelo corpo, o que acaba deixando os ossos mais vulneráveis e menos resistentes. A osteoporose tende a afetar principalmente a coluna, o punho e o colo do fêmur.

Quem tem mais chances de desenvolver a osteoporose?

A osteoporose atinge principalmente, mas não exclusivamente, mulheres. Três a cada 4 pessoas com osteoporose são mulheres, principalmente na fase pré-menopausa, em que o corpo produz menos estrogênio. Fizemos uma postagem específica para falar da saúde da mulher na menopausa, que você pode conferir clicando aqui.

Alguns outros fatores também são favoráveis ao desenvolvimento da osteoporose. Como causas genéticas, os fatores são o histórico familiar de osteoporose, ter pele branca ou ter alguma doença de base, como a artrite reumatoide, linfoma, leucemia ou diabetes.

Quem toma medicamentos para algumas doenças específicas também tem mais chances de desenvolver a osteoporose. Alguns medicamentos que podem levar à patologia são anticonvulsivantes, hormônio tireoideano, glocorticoides e heparina.

Há, ainda, os fatores de ordem não genética, relacionados aos hábitos da pessoa. São eles o consumo exagerado de cigarro e/ou bebida, o sedentarismo e a alimentação pobre em Cálcio e Vitaminas D e K2.

Como prevenir a osteoporose?

Consulte regularmente um ortopedista

Estima-se que cerca de 75% dos casos de osteoporose são descobertos somente depois da primeira fratura. O número preocupante mostra que a consulta médica preventiva é uma importante maneira de evitar essa complicação. As mulheres devem se preocupar principalmente após os 65 anos e os homens a partir dos 70. Uma consulta ao ano é suficiente.

Pratique atividades físicas

A começar pela prática regular de exercícios físicos, já que o sedentarismo aumenta as chances de ter a doença. Você precisa, necessariamente, fazer academia. O simples fato de fazer caminhada e correr algumas vezes na semana faz com que o impacto causado nas articulações e nos ossos enviem um comando para o corpo fortalecer a massa óssea. Além disso, as atividades físicas melhoram a absorção do Cálcio pelo corpo.

Evite álcool e cigarro

Fumar é prejudicial à massa óssea, pois o cigarro tem toxicinas que enfraquecem as células responsáveis pela manutenção óssea. Além disso, o prejudica o metabolismo do estrogênio, hormônio que protege o tecido ósseo. Já o álcool, quando consumido em excesso, faz com que o organismo tenha dificuldades para absorver o Cálcio, o que prejudica a massa óssea.

Tenha uma alimentação saudável

Aos 40 anos você já pode começar a reeducar sua alimentação para a prevenção da osteoporose. A sua alimentação deve incluir elementos ricos em Vitamina D, Magnésio, Cálcio e Fósforo. Alguns dos alimentos mais recomendados para tal são: leite e derivados, peixes gordurosos (como o salmão), fígado e óleo de fígado, verduras verdes (brócolis, couve, repolho, agrião, etc), leguminosas (feijão, grão de bico, lentilha) e cogumelos (shitake, shimeji, cogumelo Paris, etc).

Tome uma suplementação complementar

Alguns suplementos ajudam a evitar o desenvolvimento da osteoporose e são eficientes para a reposição dos elementos cuja deficiência favorece a osteoporose. Algumas opções interessantes são a Vitamina K2, o Cálcio + Vitamina D3, o Calcio + Fósforo + Magnesio Malato + Vitamina D e o Dolomita ou Dolomit D. Saiba mais sobre as funções de cada um clicando aqui.

 

Categorias: , ,