Podemos falar em “Projeto Verão” em plena pandemia?

Data da postagem: 5 de agosto de 2020

Agosto é um mês emblemático para quem quer dar um up na autoestima e se preparar para o verão. É nessa época que costuma-se iniciar ou intensificar os exercícios físicos para reduzir medidas. Mas esse ano vai ser diferente, pois, enquanto estamos em alerta pelo Coronavírus, há poucas expectativas de curtir uma praia ou dar uma festa na piscina quando o verão chegar. Sendo assim, podemos falar em “Projeto Verão” em plena pandemia?

Antes de tudo, faça um breve exercício de autoavaliação, se perguntando: são só as festas de fim de ano que me motivam a me cuidar? Se a resposta for “não”, então você concorda que há outras razões para iniciar o Projeto Verão. Te daremos 3 bons motivos a seguir.

1) As vacinas serão liberadas em breve

A primeira boa razão para iniciar o Projeto Verão mesmo em meio à pandemia é que a qualquer momento podemos ter a boa notícia de uma vacina. Ainda estamos em agosto e antes mesmo do Coronavírus chegar ao Brasil a ciência já estava desenvolvendo uma vacina para imunizar as pessoas.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) divulgou que há 164 pesquisas de vacina contra o Covid-19 em desenvolvimento no mundo. Além disso, entre as seis mais avançadas, o Brasil está com fase de teste em andamento para 4 delas.  Assim que essa etapa for concluída, as vacinas poderão ser comercializadas. Não se sabe se isso vai acontecer antes das festas de fim de ano, mas se você se prevenir, o que tem a perder?

2) É a recomendação dos profissionais de saúde

É consensual entre nutricionistas, endocrinologistas e educadores físicos que começar um hábito saudável repentinamente é pior. Isso porque a mudança brusca na dieta ou nos exercícios físicos são favoráveis ao que eles chamam de efeito sanfona. Por ser uma experiência difícil, a pessoa tende a abandonar tais hábitos depois de pouco tempo e essas oscilações podem ser prejudiciais à saúde. Além disso, quem não está habituado a se exercitar com frequências tem mais chances de se lesionar do que de emagrecer nesse caso.

É arriscado deixar para iniciar o Projeto Verão quando a vacina sair. Isso porque se em meados de novembro ou dezembro estivermos vacinados e as festas e viagens de fim de ano forem liberadas, você precisará se esforçar muito mais para perder peso em menos tempo, o que pode acabar te fazendo mal. Iniciar agora, gradualmente, é o que, provavelmente, será melhor para manter o hábito por mais tempo e ter mais resultados.

3) O Projeto Verão deve ser um estilo de vida

Se alimentar corretamente e praticar atividades físicas são hábitos que te farão ter uma qualidade de vida melhor. Não têm relação apenas com a aparência e vaidade. Inclusive, já escrevemos um artigo sobre como a manutenção do peso e prática de atividades físicas ajudam a aumentar sua resistência contra os vírus, que você pode ler clicando aqui.

Ao transformar o Projeto Verão em um Projeto do Ano Todo, além de criar um hábito saudável menos brusco e repentino, como consequência, terá resultados na sua aparência e autoestima, o que te fará bem em vários sentidos.

Sendo assim, definitivamente, não há motivos palpáveis para dizer “não” ao Projeto Verão. Mesmo com um cenário incerto sobre os próximos meses, começar um plano de autocuidado agora só te fará bem. Se precisar, a Nutrye te ajuda a potencializar os resultados. Conheça os suplementos para manutenção do peso da Nutrye clicando aqui.

Categorias: , , , , ,