Entenda por que os riscos de infarto e AVC aumentam no inverno

Data da postagem: 8 de julho de 2020

O inverno exige cuidados especiais em vários sentidos. Já falamos dos cuidados com a alimentação no inverno, matéria que você pode conferir clicando aqui. Agora, precisamos falar sobre os cuidados com a saúde do coração. Sabia que as chances de ter infarto e AVC aumentam no inverno? Acompanhe essa matéria e saiba como se prevenir.

Por que os riscos aumentam no inverno?

De acordo com o INC (Instituto Nacional de Cardiologia), que realizou um estudo em diferentes países, o clima frio aumenta os riscos de infarto em 30%. Já os riscos de ter um AVC (Acidente Vascular Cerebral) aumentam em 20%. No Brasil, as regiões Sul e Sudeste são as que apresentam riscos mais elevados, em razão do frio mais intenso. Para o dr. Thomas Osterne, cardiologista hemodinamicista, há vários fatores que contribuem para o aumento dos riscos de infarto e AVC no inverno.

Aumento da pressão sanguínea

O primeiro fator que o especialista menciona é a pressão sanguínea, que aumenta naturalmente para aquecer o corpo a fim de equilibrar a temperatura. Para tal, uma substância chamada catecolamina é liberada, acelerando o metabolismo e, consequentemente, aumentando os riscos de infarto do miocárdio.

Mudanças nos hábitos saudáveis

As mudanças nos hábitos saudáveis também são um fator importante. Por conta do frio, as pessoas tendem a dar uma pausa nas atividades físicas e consumir menos água. Em contrapartida, elas consomem mais alimentos gordurosos.

Isso faz com que os vasos sanguíneos inflamem, possibilitando que a placa de colesterol se rompa e ocorra o infarto. Além disso, aumentam o risco de infecções, principalmente as respiratórias, deixando o corpo vulnerável a gripes, pneumonias, entre outras doenças.

Sono reduzido e stress elevado

Outro fator que interfere na saúde cardiovascular é o stress, que pode ser potencializado com os efeitos da pandemia. Não ter uma rotina de sono moderada também faz com que o stress aumente e todos esses fatores juntos têm reações manifestadas sobre a saúde do coração.

Como se prevenir?

Agora você já sabe o que faz mal, então aprenda o que te faz bem para incluir na sua rotina e se prevenir do infarto e AVC.

Exercícios físicos, alimentação, sono e lazer

A prática frequente de exercícios físicos, alimentação balanceada e ingestão de água vão diminuir os seus riscos de ter infarto e AVC. Além disso, manter uma rotina de sono dentro das recomendações médicas, de 8h por dia, é um aliado na prevenção. Conseguir desligar a mente do trabalho e gastar um tempo fazendo coisas que você gosta podem, ainda, diminuir a carga de stress, o que também ajuda.

Checkup médico

Realizar um checkup médico para verificar as condições da sua saúde cardiovascular é essencial. A partir dos 40 anos de idade, as pessoas apresentam mais propensão em ter problemas cardíacos, por isso é importante fazer o checkup a cada 2 anos. Mas, a partir dos 50 anos, como os riscos tendem a aumentar consideravelmente, é recomendado que o checkup seja anual, sempre antes do inverno.

Vacinas

Quem é idoso ou portador de doenças crônicas têm mais chances de ter casos de infarto e AVC. Portanto, devem tomar a vacina da gripe todos os anos, preferencialmente antes do outono, para que o corpo esteja protegido durante o inverno.

Suplementação

Por fim, ingerir suplementos específicos para a saúde do coração certamente farão com que a sua condição cardiovascular seja fortalecida e suporte o clima frio. São diversas opções: Óleo de CocoMagnésio MalatoLecitina de Soja, Ômega 3Ômega 3-6-9, entre outras alternativas complementares, que você pode conferir clicando aqui.

Categorias: , , ,